quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Deu-me para coisas sérias!...

Resistes ou trais???

Traição, uma palavra imposta pela moralidade da sociedade ou uma norma interna a seguir???
Quem trai mais, homens ou mulheres???

16 comentários:

requiescatinpacem disse...

eu só não respondo a isto, porque odeio conversa séria..

Water disse...

a traição quanto a mim é um termo muito subjectivo.. o que para uns é uma traição para outros nem por isso... desde que se faça o que a nossa consciência achar que é o correcto e dentro das nossas plenas faculdades, não vejo mal nenhum nisso.
pela experiência que vejo e tenho, as mulheres são sem duvida quem mais trai (cai por terra o mito de que são os homens).

Fandango disse...

O que condeno na infidelidade ou traição não é a quebra do "suposto contrato" quando se assume uma relação amorosa. É óbvio que seria irrealista impingir ao parceiro uma cláusula que à priori, sabemos de impossível concretização. O que condeno é a farsa e a mentira subjacente a um relacionamento, se se constrói uma relação baseada em confiança. Fidelidade e companheirismo porque se definiu essa forma de estar, deve-se ter a honestidade de assumir que tipo de relacionamento se pretende no futuro e clarificar a palhaçada . Eu não tenho nada contra o poliamor... não posso é concordar que se pratique unilateralmente, sem prévio conhecimento e à revelia de quem se escolheu para parceiro.

Prazeres do Norte disse...

Ora bem,conversa séria...ok
Toda a gente trai...Depende de muitos factores e imponderaveis...
E muitas vezes pode ser uma salvaçao...

Beijos com Prazer

Fogo disse...

Homens e mulheres são iguais nisso... acho eu... a traição pode ser algo muito subjectivo...

desejo disse...

Cada pessoa tem a sua opinião sobre este comportamento.
Penso que a balança está equilibrada: homens e mulheres traem.
É um assunto muito delicado.

:)

Charmoso disse...

Eu traio quase todos os dias com muito orgulho!! E não deixo de amar a minha mulher por isso ;)

beijos com charme

Me disse...

requi,
Pronto, de que queres falar???
Queres voltar para a bilheteira???
eheheheheh






Beijo

Me disse...

Water,
Traição é de facto um tema subjectivo, mas não podemos esquecer a nossa forma de agir colide directamente com outrém... onde acaba a nossa liberdade, começa a do outro(a)

E não sei se concordo de que são as mulheres que traiem mais, acho que a coisa deve andar equilibrada, hoje em dia.




Beijo

Me disse...

Fandango,
Entendo o teu ponto de vista, mas será que trair já estava pensado??? Mesmo quando se assume uma relação se exclusividade... às vezes, fazem-se coisas que não estavam programadas, agora o que se faz posteriormente a isso, é que é outra história... cada um que assuma, não vale é magoar a outra parte.




Beijos

Me disse...

Prazeres,
"Toda a gente trai"... isso é muito extenso, e geral, não é bem assim. Há quem não consiga deixar de trair, e há quem simplesmente nunca o faça, porque não sentiu vontade para o fazer.

Segunda parte, pode ser a salvação... não sei se concordo, uma satisfação fora de casa, não vai alterar em nada o que se passa dentro dela, portanto, a insatisfação continua lá... o que leva a querer-se cada vez mais satisfação fora dela. Cheira-me a muito comodismo...







Beijos

Me disse...

Fogo,
Concordo, acho que ambos são iguais... com a oportunidade e motivo para...







Beijo

Me disse...

desejo,
Sim, ambos traem... e sim, é um assunto bastante delicado, acho que completava, cada caso é um caso.







Beijos

Me disse...

Charmoso,
Depende do tipo de traição que estamos aqui a falar!?...








Beijos

Litus disse...

Havendo promessas,o cumprimento tanto pode alegrar (quem se sente seguro com ela)como fazer sofrer (quem é forçado na privação da tentação para garantir o cumprimento).
Por outro lado traição aleija e marca fortemente quem a sofre,tanto que pode perdurar no tempo, indefinidamente. É mau!

Melhor será não se exigirem nem se oferecerem promessas por qualquer motivo, e avaliar a promessa antes de a fazer, percebendo se há razoabilidade na mesma e resistência e fibra para a cumprir, e avaliar se a promessa vale o esforço,ou ainda se o outro(a) merece a promessa... como tudo na vida...

Me disse...

Litus,
Concordo contigo, a traição quando descoberta magoa imenso... há que acima de tudo se preservar o respeito pela outra parte, mas este não é um tema fácil.

A questão das promessas é complicado, pode estar convicto que a pessoa merece a promessa, de que tudo indica que a conseguimos manter, e um dia todas as nossas convicções caiem por terra... para mim, tudo é relativo em espaço e tempo... complexo!





Beijos